Instrutores e alunos do Programa Lages Melhor e da Escola de Artes da Prefeitura de Lages têm encontros on line no período de isolamento social

24/03/2020

A proposta é que alunos e seus instrutores não percam o vínculo

 

Há uma semana sem aulas presenciais na Escola de Artes Elionir Camargo Martins, que é administrada pela Prefeitura de Lages, através da Fundação Cultural (FCL), e nos núcleos espalhados pelos bairros da cidade com o Programa Lages Melhor, alunos e instrutores de artes têm realizado seus encontros pela internet.

Seja através de aplicativos ou sites de conferências on line, ou por meio de vídeos por whatsapp e instagram, instrutores e instrutoras da Escola e do Programa Lages Melhor não param durante os decretos de isolamento social por causa do novo Coronavírus.

Segundo o superintendente da FCL, Giba Ronconi, a proposta é que alunos e seus instrutores não percam o vínculo. “Não destacamos somente o conhecimento repassado, mas os alunos e alunas têm seus instrutores como figura de referência, e através da internet eles não perdem esse importante vínculo”, comenta.

A cantora, compositora e instrutora de violino, Dani Porto, utiliza uma plataforma de conferências on line e tem conseguido realizar suas aulas perfeitamente. “É a forma que encontrei de não deixar os alunos sem aula, e também de poder criar atividades nesse período fundamental para nossa saúde tanto a física quanto a saúde mental”.

Para o guitarrista e instrutor de violão, Matheus Colossi, o retorno dos alunos é gratificante. “Eu envio os meus vídeos e peço a eles que façam seus exercícios, gravem e reenviem para mim. A gente se adapta a cada aluno, dos mais novos aos mais experientes. Eu também crio cards com os acordes, acaba facilitando no aprendizado”, diz.