(49) 3019 7481
R. Benjamin Constant, 141 Centro, Lages - SC

Cem anos de Danilo Thiago de Castro será celebrado com exibição de curta-metragem

03/12/2019

Fundador do Museu Histórico Thiago de Castro (MHTC), se estivesse vivo, estaria completando 100 anos no dia 2 de dezembro. Equipe do Museu prepara dois dias de homenagens para o patrono da memória de Lages

Texto: Rafael Rodrigues e Fabrício Furtado

A equipe do Museu Histórico Thiago de Castro preparou um curta-metragem em homenagem a Danilo Thiago de Castro, fundador do MHTC, que se estivesse vivo estaria completando 100 anos na última segunda-feira, 2 de dezembro. As exibições estão marcadas para quarta-feira, dia 4, às 19h, e quinta-feira (5), em dois períodos, às 09h e também às 14h, todas as apresentações serão abertas ao público e irão acontecer dentro do MHCT.

Danilo Thiago de Castro foi quem criou o atual Museu Histórico Thiago de Castro, acumulador de materiais, Danilo tinha o hábito de bater de porta em porta atrás de coisas velhas, e esse era seu maior hobby. “Ganhei caixas e caixas de livros e papéis, costumava levar um saco para recolher o que ganhava. Subi muito em sótão, desci muito em porão, mas não me arrependo, porque gosto não se discute”, dizia Danilo durante uma entrevista em 2004.

Danilo Thiago de Castro nascido em 2 de dezembro de 1919, neto de Manuel Thiago de Castro, deixou uma frase para que todos entendessem o amor que ele tinha pela história. “Se eu tivesse mais 200 anos de vida, eu iria continuar do mesmo jeito, porque a melhor coisa é um louco resolver salvar a memória de uma comunidade”.

A produção de um curta-metragem, intitulado de “O Legado de Danilo Thiago de Castro: MHTC- Berço da história lageana”, contou com personagens importantes da história da cidade como: Aristiliano Ramos, a professora Fausta Rath, Frei Bernadino e George Blayer. O audiovisual foi totalmente produzido pela equipe de servidores da Fundação Cultural de Lages que compreende pessoal do próprio MHTC, Praça do CEU (Estação Cidadania) e também voluntários, sem qualquer interferência profissional.

Segundo o professor e historiador Lenílson Maia, que na produção interpreta Frei Bernardino, a ideia do filme é mostrar para população lageana a importância que Danilo Thiago de Castro teve para a memória documental da cidade. “Nós pesquisadores e comunidade aproveitamos muito cada instante no Museu, o trabalho do Seu Danilo não tem uma marca só para a comunidade que visita o lugar, ele tem uma importância didática para a nossa memória. Ao longo de sua vida ele conheceu pessoas importantes da cidade, era muito estimado por amigos. Inclusive o livro O Continente das Lagens, obra de Licurgo Costa, parte das pesquisas realizadas tiveram a orientação do seu Danilo. A ideia do curta-metragem é mostrar a importância dele para a história da cidade. Qualquer homenagem a ele, por mais simples que seja tem seu significado”, diz o professor.

Programação 100 anos Danilo Thiago de Castro:

4/12, quarta-feira, 19h – Exibição do curta-metragem “O Legado de Danilo Thiago de Castro: MHTC- Berço da história lageana”;

5/12, quinta-feira, 9h e 14h – exibição para a comunidade do curta-metragem “O Legado de Danilo Thiago de Castro: MHTC- Berço da história lageana”.

Fotos: Acervo Museu Histórico Thiago de Castro