(49) 3221 1081
R. Benjamin Constant, 141 Centro, Lages - SC

A graciosidade das bailarinas e a ousadia da gaita-ponto nas luzes da quarta noite do Natal Felicidade

11/12/2018

Atrações seguem até dia 23, antevéspera de Natal

Elas pisam suavemente no palco e aos poucos, no compasso da canção, flutuam como se estivessem nas nuvens de algodão. Contudo, a fragilidade de meninas que parecem ser de porcelana, se confundem aos passos marcantes e firmes, e aos gestos disciplinados e requintados das garotas da Movere Centro de Danças e do Colégio Bom Jesus Diocesano, com participação de cerca de 120 dançarinas com idade entre cinco e 38 anos. Todo este charme foi visto na quarta noite de espetáculos do Natal Felicidade 2018.

Quem não foi perdeu um show de meninas que devem ter escapado das caixinhas de música. Apresentar-se para o grande público com collant, saia de tule, coque minuciosamente feito e maquiagem de fada é a vontade de milhões de garotas mundo afora, e as garotas de Lages representaram bem. E quem disse que balé é só para meninas de pouca idade? Nada disso. O balé adulto também arrebatou corações e deixou a plateia boquiaberta com sua leveza e detalhes. “As pessoas puderam prestigiar os pontos fortes do balé, como a disciplina, foco, determinação e a fantasia do encantamento nas cores, efeitos, expressões corporais e faciais”, descreve a professora Areta Campos.

Entre os sucessos interpretados nas coreografias desta noite estiveram do grupo Abba, Sonho de Ícaro, Caderno, Aquarela, Paciência, Carinhoso, HappyRolling in the DeepRain Drops, Música de Natal, Rainha e Mercedita. Algumas estrelas fizeram o acompanhamento no vocal, como os cantores Éder Goulart, Ariane Duarte, Hemerson Albuquerque e Antônio Lugon. O balé (do francês ballet) é um estilo de dança originado nas cortes da Itália renascentista durante o século XV, e que se desenvolveu ainda mais na Inglaterra, Rússia e França como uma forma de dança de concerto.

A nutricionista Manoela Salmória assistiu de camarote as três apresentações da filha Maitê, de dez anos. A menina faz aulas de danças desde os três anos e atualmente se dedica ao balé e ao street jazz. “Eu assisto e me sinto realizada, até porque ser bailarina era o meu sonho quando pequena. Minha filha mais velha, Mariana, de 13 anos, não quis fazer dança. Tem outras vocações. A dança é linda, permite várias possibilidades de viajar sem sair do lugar. É bonito para quem faz, é belo para quem vê.”

Já o prefeito Antonio Ceron pontua o valor da simplicidade e dos bens imateriais elencados pelo nascimento de Jesus Cristo. “Natal é sentimento, é a valorização dos nossos artistas, uma mensagem destes anjinhos que sobem ao palco dividir o que de melhor sabem fazer. Temos somente a agradecer. As pessoas receberam as atrações de bom grado. O Natal nos Bairros hoje no Guarujá estava lotado e o Largo da Catedral está lindo. Nós nos propusemos, junto à equipe da Fundação Cultural, Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, e apoiadores, a invadir os corações utilizando a técnica e a sensibilidade. As famílias e turistas são todas convidadas a mergulhar na magia do Salão Encantado do Papai Noel na Praça João Ribeiro, onde a imaginação vai longe, a conhecer o Carrossel de Renas e o artesanato na Casa da Mamãe Noel, enfim, tudo que está à disposição.” Ceron destaca a humildade em convidar as pessoas que levam o nome de Lages a outros rincões a brilhar na terra natal. “Lages não pode perder sua essência e deve reconhecer seus artistas genuínos. Foi assim que fizemos com o resgate do tradicionalismo na Festa do Pinhão e é nesta linha que estamos trabalhando.”

O superintendente da Fundação Cultural, Gilberto Ronconi lembra que os aplausos são para os artistas locais que atenderam ao chamado. “O objetivo era este, trazer a família para a Praça a notar as crianças e suas habilidades, alunos da Escola de Artes, do Programa Lages Melhor, grupos de dança, de escolas estaduais e particulares. O público está respondendo bem e tem vindo em peso prestigiar os shows.”

E abre a gaita, gaiteiro!

Instrumento inconfundível na cultura da Serra Catarinense, a gaita teve seu espaço de “floreio” reservado nesta noite de segunda-feira, com o Projeto Fábrica de Gaiteiros, desenvolvido no Centro Cultural Vidal Ramos, administrado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc). A ideia compreende um projeto social criado pelo músico Renato Borghetti, uma parceria entre o Instituto Renato Borghetti de Cultura e Música e o Sesc em Santa Catarina. São atendidos garotos e garotas de sete a 15 anos de idade e em 2018 comemorou-se dois anos de execução da iniciativa em solo lageano.

Criado pelo músico gaúcho Renato Borghetti, o Projeto é voltado à educação musical de crianças e jovens, através do ensino do acordeão diatônico, instrumento conhecido popularmente na região Sul do Brasil como gaita de oito baixos ou gaita ponto, seguindo metodologia do premiado Borghetti. A atividade é oferecida gratuitamente através do Programa de Comprometimento com a Gratuidade (PCG), para crianças e jovens de sete a 15 anos, matriculados na escola.

O Natal Felicidade 2018 é promovido pela prefeitura de Lages, através da Fundação Cultural de Lages (FCL) e Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, entre outras pastas municipais, e com a parceria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). A Havan é a patrocinadora master, além dos patrocínios do Ministério da Cultura/Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), Klabin, GTS do Brasil, Supermercados Myatã e Martendal, Flex Relacionamentos Inteligentes, Idaza e American Oil. Apoio da Polícia Militar.

NATAL FELICIDADE NO LARGO DA CATEDRAL NESTA TERÇA-FEIRA (11):

20h: Núcleo Lages Melhor - Santa Mônica

20h30min: Karen Kriss Ballet Adulto e Infantil

21h: Coral Infantil Escola de Artes

21h30min: Ana Paula - Gospel

Texto: Daniele Mendes de Melo

Foto: Nilton Wolff