(49) 3224 7425
R. Benjamin Constant, 141 Centro, Lages - SC

Primavera de Museus inicia com gravação de audiovisual com conversas de personalidades históricas de Lages

18/09/2018

Programação segue durante a semana com música, cinema e teatro

A abertura da 12ª Primavera de Museus em Lages aconteceu na tarde desta segunda-feira (17 de setembro), no Museu Histórico Thiago de Castro (MHTC), com presenças importantes como a de historiadores, educadores e representantes de entidades como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), através do seu presidente Marcos Tortelli Filho e a gerente executiva do Instituto José Paschoal Baggio (IJPB), Edite Moraes. O coordenador do MHTC, Ader Godoy, acompanhado do superintendente da Fundação Cultural de Lages (FCL), Giba Ronconi, fez a abertura oficial e, após, foi gravada uma roda de conversas com personalidades da cidade. Godoy foi o mediador do bate-papo que contou com os depoimentos históricos do jornalista Névio Fernandes; a secretária municipal de Política para a Mulher e Assuntos Comunitários, Marli Nacif; Terezinha Vieira do Nascimento, autora do livro “Contos e Causos na Coxilha Rica” e seu esposo, Edgar Rodrigues do Nascimento; a viúva de Malinverni Filho, Maria do Carmo Lang Malinverni, e Flavio Antonio Zioni.

O objetivo da conversa foi que cada convidado contasse sua história de vida relacionada a Lages. Um dos depoimentos mais emocionantes foi o do senhor Flavio Antonio Zioni. Paulista, nascido às margens do Ipiranga em 1943, na maternidade São Paulo, Flávio trabalhou na Ferrovia do Aço em Resende nos anos 70, e nos anos 80 trabalhou em Carajás.

Em 15 de outubro de 1985 ele ficou perdido na selva amazônica. “O avião que me levou foi abastecido apenas com 60 litros de gasolina, enquanto cruzávamos a floresta nos perdemos. Ficamos sem direção e quase sem combustível, a mão de Deus colocou uma pista na nossa direção. O piloto conseguiu aterrissar, e saímos vivos de lá. Fico emocionado, pois quando entrei aqui no museu eu lembrei do meu passado, pelos lugares que passei nesse mundo”, relembra.

A gravação da conversa com todos os participantes logo estará disponível online. Segundo Giba Ronconi, a proposta dos espaços de memória em Lages e da FCL é realizar ações que registrem também a identidade cultural das pessoas que ajudaram a construir a história de Lages. “Com projetos simples vamos procurar aos poucos formar mais conteúdos para que as pessoas possam saber mais da nossa história. Trazer personalidades históricas para contar sobre as suas vidas nos ajuda a cada vez mais formar e dar continuidade para a nossa identidade”, acredita.

 

Veja a programação da 12ª Primavera de Museus:

- 18/09, terça-feira:

Visita temática musicada com Paulinho Guazzelli, Museu Thiago de Castro. Destaque para oficinas de teatros, de bonecos e adultos, juntamente ao grupo de Cultura Artimanhas da Memória;

15h30min - Teatro de Bonecos - Grupo Cultura Artimanhas da Memória (GCAM). “Passeando pela História”, Personagens Tio Banga e Antônho do Baruio, e

20h - Teatro “Casos e Causos” - Grupo Cultura Artimanhas da Memória (GCAM)

- 19/09, quarta-feira:

10h e 15h - Sessão de Cinema “A Voz da Cidade”, Finalização: visita acompanhada com Paulinho Guazzelli

- 20/09, quinta-feira:

10h e 15h - Teatro de Bonecos - Grupo Grupo Cultura Artimanhas da Memória (GCAM). “Passeando pela História”, Personagens Tio Banga e Antônho do Baruio

 

- 21/09, sexta-feira:

10h - Sessão de Cinema “Edgar e o Reino Submerso” e “Turno Noturno”;

14h30min - Visita temática guiada com Paulo Guazzelli, e

17h - Visita a Fazenda Aristiliano Ramos, com Professor Lenilson Maia

- 22/09, sábado:

10h - Encerramento em frente ao Museu Thiago de Castro com teatro e música